top of page

Programa FemLeader – 2º. Encontro - Módulo 2


O encontro de hoje foi interessantíssimo.


Começamos a nossa conversa falando sobre as "diferenças" entre os sexos feminino e masculino e desvendando os diversos mitos relacionados a essas diferenças.


Mas é preciso deixar claro um ponto muito importante aqui: A regra da natureza é a singularidade de cada ser humano e de cada organismo. Ou seja, ainda entre pessoas do mesmo sexo existem várias diferenças!


A Angela iniciou, portanto, explicando a diferença entre “sexo”, “gênero” e “orientação sexual”.


Sexo: está relacionado à genitália, à característica biológica ao nascer, que pode ser:

(i) XX - feminino

(ii) XY – masculino

(iii) XXY – intersexo (nasce com os dois sexos) – cerca de 1% das pessoas


Gênero: está relacionado à “cabeça”, à uma definição cultural:

(i) Mulher (cis/trans)

(ii) Homem (cis/trans)


Orientação sexual: Está relacionado ao “coração”, ao sentir:

(i) Heterossexual

(ii) Homossexual

(iii) Bissexual

(iv) Assexual

(v) Entre outros…


Entre os mitos que fomos “desvendando” no decorrer do nosso encontro temos, por exemplo:

(i) o de que “somos divididos em corpo e mente”: Trata-se de um dualismo inexistente, pois somos uma coisa só. Não é à toa que temos, por exemplo, gravidez psicológica, não é verdade?


(ii) o famoso mito de que “as mulheres são de vênus e os homens são de marte”. Comprovadamente há mais diferenças entre as próprias mulheres do que entre homens e mulheres.


(iii) o de que o sexo XX (feminino) é um sexo frágil. Cientificamente, é comprovado que o cromossomo X é mais forte do que o Y. Logo, por sermos XX temos um sistema imunológico mais forte, os bebês XX pré-maturos sobrevivem mais, as pessoas XX vivem mais. Mas, por outro lado, por termos o nosso sistema imunológico mais forte, temos mais tendência a termos mais doenças autoimunes.


(iv) o desempenho cerebral do XY é melhor do que o XX porque o cérebro XY é maior. É um mito! Apesar do cérebro XY ser maior do que o XX, temos exatamente a mesma quantidade de neurônios. Há sim uma diferença no funcionamento dos cérebros XX e XY. O cérebro XX tem um hipocampo (área das emoções) maior. Talvez seja por isso que, em regra, o sexo feminino é emocionalmente mais inteligente. Além disso, o sexo feminino usa mais áreas do cérebro ao mesmo tempo, por isso tem mais memória do que o cérebro XY.


(v) o “mito da Maternidade”. No que se refere ao comportamento de grandes símios, não há qualquer pressão para terem filhotes e não há instinto materno! Logo, falar que o sexo feminino tem um instinto materno é mito!


Tivemos, ainda, a participação super especial da Hellen Fogo, educadora da saúde da mulher, que conversou conosco sobre coisas que deveríamos saber desde sempre, mas que nunca ninguém contou, como, por exemplo, o fato de que no decorrer de 1 mês o sexo feminino tem mais oscilação hormonal do que o XY tem durante uma vida inteira. Por isso, sejamos pacientes conosco 😊.


Que honra conviver com estas mulheres maravilhosas!


Para que tenhamos um ambiente de genuína troca, os encontros não ficam gravados, mas sempre que puder, venho contar para vocês como tem sido participar desse Programa tão lindo 😊!


Que venham os próximos encontros!


bottom of page