top of page

Programa Lideranças Virtuosas – Sessão Bônus 22 com Cristina Cesa

A nossa sessão-bônus de hoje foi com a Cristina Cesa, que pratica a filosofia oriental há 20 anos e é orientadora de Budismo Zen desde 2011, cujo propósito é aprender a ser feliz. E, segundo Cristina, precisamos ser felizes AGORA, e não deixar para depois.

Cristina começou o encontro explicando que não somos uma pessoa isolada, mas parte de um todo, uma “massa” de energia sem forma, sem aparência, mutante, variável e infindável e que consegue absorver e transmitir/interferir/inspirar, o tempo todo, tudo o que a cerca.


Somos seres em constante transformação. Mudamos constantemente, de um dia para outro (as nossas células, o nosso humor, etc). Por isso é preciso compreender a nossa constante impermanência e abraçar o novo sem rigidez. Daí a importância de cuidarmos dos nossos desejos, porque enquanto estamos desejando algo, nós estamos no futuro e deixamos de viver o presente! O que sinto AGORA e o que penso AGORA é que importa!


Por isso que se diz no Budismo que paz de espírito, tranquilidade e serenidade é um treinamento! E que controlar a raiva e a ansiedade também é um treinamento! É importante soltarmos….desapegarmos das emoções negativas e cultivarmos as emoções positivas: o amor, a alegria, valorizando tudo de bom que já temos e que muitas vezes não percebemos!


Quando questionada sobre a meditação e como podemos acalmar um pouco essa vida acelerada que temos vivido, Cristina sugere dicas práticas que não tomarão mais o nosso tempo. Por exemplo, no banho, procurarmos sentir a água escorrer pela cabeça e pelo corpo, o cheiro do sabonete e etc. Ao caminhar, observarmos atentamente as coisas à nossa volta. Ao comer, apreciarmos cada garfada e cada mastigação. São dicas que conseguimos “facilmente” seguir sem que isso nos exija um tempo adicional para realizarmos. Isso nos ajuda no treinamento necessário de focar e apreciar o presente para acalmar a mente!


A Arte de Viver é transformar os sentimentos negativos em sentimentos positivos. É cultivar o que já temos de bom e transformar o que temos de ruim. Esta é a sensação do Nirvana! Nirvana não é um lugar, um paraíso onde eu possa ir quando eu morrer. Nirvana é um sentimento de bem-estar que eu sinto AGORA quando eu valorizo tudo o que eu tenho de bom!” (Cristina Cesa).


Não deixe de assistir os últimos 8 minutos do nosso encontro, momento em que a Cristina divide conosco a experiência pessoal de perda do filho e como ela procurou enfrentar esta dor.


As pessoas durante a vida não preparam a mala para partir. Algumas colocam na mala coisas muito grandes que não dá para levar: bens, dinheiro, fama e etc, e a mala não fecha. Outras colocam coisas na mala que também não querem carregar: raiva, culpa, vergonha, medo, angústia, etc. A única forma de nos prepararmos para essa “viagem” é colocarmos na mala aquilo que cabe no nosso coração…Odiar os outros não traz valor para nós, mas AMAR sim! Logo, temos que, em vida, cuidar para ver o que estamos colocando dentro das nossas malas, que são tão pequenas, mas tão fortes, tão importantes!....Que possamos escolher direitinho o que queremos colocar em nossas malas para que possamos carregar tudo o que há nela quando for a hora de partir”. (Cristina Cesa)


Quanto ensinamento para uma simples manhã!


Para assistir e se inspirar também com esta valiosa conversa de hoje, basta clicar aqui:



Depois de assistir, me conta o que achou?


bottom of page